Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2007

Interpretação Radiográfica

A Interpretação Radiográfica, ao contrário do que muita gente pensa, não é só estabelecer comparações dimensionais de indicações entre o que ficou registado numa película radiográfica e o critério de aceitação estabelecido no Código, Norma ou Especificação aplicável.
Segundo o ASME V, a avaliação da qualidade de imagem é feita tendo por base os seguintes pontos: Densidade; Sensibilidade do IQI (contraste e definição radiográfica); Penumbra Geométrica; e Radiação Difusa. Adicionalmente, considero também a Densidade do Véu/Formação de Sombras um parâmetros a considerar aquando da avaliação da qualidade de películas, visto ser um dos factores que poderá mascarar eventuais indicações passíveis de serem rejeitadas.Paralelamente, as películas radiográficas devem estar isentas de marcas e corpos estranhos que possam esconder descontinuidades dificultando assim a interpretação.

É de considerar igualmente as condições em que as películas devem ser visualizadas.Para além, do que foi mencionado anterio…

Magnetoscopia vs Líquidos Penetrantes

Desde que a Qualend começou a laborar, tem havido um obstáculo díficil de ultrapassar com nossos Clientes, a preferência pelos Líquidos Penetrantes em detrimento da Magnetoscopia.
Na realidade, a literatura da especialidade diz claramente que o ensaio por Líquidos Penetrantes tem uma sensibilidade elevada. No entanto, nunca estabelece uma comparação entre os dois métodos. Desde sempre, o Cliente quer ser bem servido pagando o menos possível. Podendo ser este um dos pontos que os leva a optar pelos Líquidos Penetrantes, em minha opinião mal. Posto isto, em termos comparativos temos: Ambos os ensaios exigem um conjunto de consumíveis. No caso dos Líquidos Penetrantes, temos o líquido penetrante, o revelador e o líquido de limpeza. A Magnetoscopia tem a laca de contraste, o líquido magnético e o líquido de limpeza. Os requisitos de limpeza são semelhantes, isto é, as superfícies a ensaiar deverão estar isentas de oxidação, óleos, gordura, salpicos de soldadura, marcas de maquinagem, sujidade…

Seminário no IPS-ESTS em Setúbal

Para quem estiver interessado:

Seminário `Ensaios não destrutivos na Indústria´
Entrada Livre

26 Janeiro 2007 (Sexta-feira) l 15h30 - 18h00 l Auditório 2

Orador: Eng. Vasco Ferreira - empresa Qualend, Lda.

OBJECTIVOS:

Este seminário aborda a utilização de Ensaios não Destrutivos na indústria. Nesta sessão, inicialmente, é feito um enquadramento destes processos no âmbito do controlo de qualidade industrial, focando nomeadamente as suas características. Posteriormente, serão descritos alguns dos processos que estão disponíveis no mercado, sendo também apresentados os seus campos de aplicação.


COORDENAÇÃO:

Prof. José Simões, Prof. Tito Pedroso

Para mais informações:
http://www.si.ips.pt/ests_si/noticias_geral.ver_noticia?p_nr=5373

Esphera da Qualend - O ínicio

O meu nome é Vasco Ferreira.
Criei este blog com o intuito de partilhar as minhas experiências no campo dos Ensaios não Destrutivos (END). É uma área específica mas em constante evolução.
Este é o sétimo ano em que trabalho nos END. Começei no ISQ - Instituto de Soldadura e Qualidade, mas passados quatro anos resolvi sair e começar o meu próprio negócio, a QUALEND.
Actualmente, a QUALEND é um laboratório de Ensaios não Destrutivos acreditado pelo IPAC e conta com seis colaboradores, todos qualificados e certificados para as funções que desempenham. Os serviços que fornece são os considerados ensaios convencionais: a Radiografia Industrial, os Ultrasons, a Magnetoscopia e os Líquidos Penetrantes.
Aprendi a gostar daquilo que faço.
Os assuntos que este espaço vai abordar vão além da âmbito actual da Qualend e não são mais que a opinião de quem vive ou viveu experiências semelhantes.